Questacon-logo

Programa de atividades (exposições, oficinas, formação de docentes) para a promoção da educação e do conhecimento científico em comunidades locais, afastadas dos centros socioeconômicos do país.

NÍVEL EDUCATIVO (idade)

shellgraf-GNE

VIDEO

MAPA

ANÁLÍSE DA INOVAÇAO

ES-Science-Circus-GA

1. PROBLEMA QUE A INOVAÇÃO TENTA SOLUCIONAR

Dado o tamanho da Austrália, há regiões e zonas que se encontram geograficamente afastadas e em lugares de difícil acesso.

Este fato condiciona a falta de oportunidades educativas de qualidade em zonas rurais, em comparação com as das crianças das áreas metropolitanas.

O Science Circus é um programa de divulgação concebido para preencher esta lacuna e encorajar as pessoas de toda a Austrália a valorizarem e a se comprometerem com a ciência.

2. QUE SOLUÇÃO SE PROPÕE?

Estabelecida em 1985, a Shell Questacon Science Circus é uma associação bem-sucedida entre a empresa Shell, a Universidade Nacional da Austrália (ANU) e o Questacon (Centro Nacional de Ciência e Tecnologia).

Estudantes do Mestrado de Divulgação e Comunicação Científica efetuam apresentações animadas sobre alguns aspectos da ciência nos povoados e escolas de todo o território rural da Austrália.

3. COMO FUNCIONA ESTA SOLUÇÃO?

O Science Circus inspira e compromete as comunidades locais com a ciência por meio de suas exposições públicas interativas, oficinas escolares, oficinas para idosos, oficinas para o desenvolvimento profissional de docentes e programas de desenvolvimento especializados para as comunidades indígenas remotas. Também pretende aumentar o número de vocações científicas e técnicas nas zonas regionais e nos institutos de ensino secundário superior, pelo programa Beyond School (para além da escola).

O programa inclui uma vasta gama de estratégias comprovadas para envolver os jovens na ciência e em outras áreas correlacionadas. Além disso, dirige-se a todas as etapas educativas, desde a infância mais tenra até o ensino secundário superior.

Dado o tamanho da Austrália, no Science Circus é importante o uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), assim como de outras competências digitais para complementar e reforçar a experiência da aprendizagem presencial.

O Science Circus incorpora um programa para as escolas e as comunidades, que oferece oficinas práticas por videoconferências a partir do estúdio Questacon em Canberra.

Os cinco componentes fundamentais do Science Circus são:

  • Atuações nas escolas.
  • Oficinas de desenvolvimento profissional de professores.
  • Exposições em comunidades de zonas rurais e remotas da Austrália (exposições de ciências interativas).
  • Execução de videoconferências.
  • Educação em comunicação científica.

O valor diferencial e a sustentabilidade desta iniciativa residem em sua relação com o Mestrado de Divulgação e Comunicação da Ciência da Universidade Nacional da Austrália (ANU). A cada ano um total de 16 estudantes participam desta iniciativa para completar seu mestrado. A titulação oferece aos estudantes a oportunidade de desenvolverem suas habilidades de comunicação da ciência através da experiência prática.

Desde 1985, mais de 350 graduados completaram o curso associado ao programa Science Circus.

4. INDICADORES DE IMPACTO E RESULTADOS

Em 28 anos, a Shell Questacon Science Circus:

  • Efetuou mais de 8.300 visitas a escolas.
  • Proporcionou 310 oficinas de desenvolvimento profissional a 4.700 docentes.
  • Visitou 90 comunidades indígenas e 490 localidades das regiões remotas da Austrália.
  • Mais de 2,2 milhões de australianos experimentaram as atividades da Shell Questacon Science Circus.

Os estudos de avaliação mostram que o programa: 1) responde a uma necessidade reconhecida de educação científica de alta qualidade em áreas remotas; 2) apoia os professores de ciências na sala de aula; 3) aumenta a capacidade de comunicação científica em âmbito nacional; 4) fomenta um maior interesse e compromisso dos estudantes com a ciência.

Alguns estudantes que participaram do programa durante a década dos anos oitenta também reportaram influências duradouras e significativas em suas decisões durante a carreira universitária, determinando sua formação como cientistas e professores de ciências (as cópias deste estudo estão disponíveis sob solicitação).

Além disso, o Science Circus também está servindo de ferramenta de estudo e avaliação para os pesquisadores dedicados a aspectos da aprendizagem informal e da comunicação da ciência.

5. PONTOS FORTES DA INOVAÇÃO

  • Vinculação à universidade e aos estudantes de comunicação científica que possibilita: sustentabilidade, melhoria contínua da estratégia divulgadora e formação de futuros formadores.
  • Gera oportunidades em zonas periféricas ou afastadas dos centros socioeconômicos.
  • Experiência consolidada ao longo do tempo.

6. ALCANCE GEOGRÁFICO

Australia.

7. MODELO DE RECEITA

A empresa privada Shell cobre cerca de 47% do total dos custos operacionais.

O restante é financiado por meio de pagamento pelo serviço, com um custo de 5 dólares por estudante.