hth-logo

Modelo inovador de escolas focado no desenvolvimento das competências necessárias para o sucesso após o ensino secundário. Os estudantes desenvolvem projetos que integram a educação técnica e acadêmica.

NÍVEL EDUCATIVO (idade)

HTHgraf-GNE

APOIO AUDIOVISUAL

MAPA

ANÁLÍSE DA INOVAÇAO

ES-HTH-GA

1. PROBLEMA QUE A INOVAÇÃO TENTA SOLUCIONAR

As escolas secundárias públicas nos Estados Unidos não conseguem melhorar os resultados acadêmicos e as oportunidades de sucesso real de seus estudantes, especialmente dos mais desfavorecidos: os estudantes afro-americanos e latinos.

Em uma recente avaliação nacional (NAEP), 74% dos estudantes brancos do 12º ano obtiveram qualificações iguais ou acima do nível “básico”, e 20% qualificações iguais ou acima de “competente”. No caso dos estudantes afro-americanos, só 31% obtiveram qualificações iguais ou acima de “básico”, e 3% a pontuação igual ou superior a “competente”. Em ciências, o fosso é ainda maior. Para além do acadêmico, as escolas continuam reproduzindo a segregação dos alunos de acordo com sua comunidade étnica e classe social. Pelo menos 75% dos estudantes latinos e afro-americanos frequentam uma escola onde são minoritários, enquanto um estudante caucasiano normalmente frequenta uma escola em que 80% são brancos.

Os estudantes pobres são continuamente canalizados para programas de formação técnica, enquanto os estudantes de ambientes mais abastados são preparados para ingressar na universidade. Esta distinção já é um dos fatores determinantes mais fortes para as futuras possibilidades de sucesso. As escolas estão determinando aos alunos de contextos desfavorecidos um futuro fracasso, inclusive antes de terminarem sua educação secundária. Mais concretamente, quando o High Tech High teve início no ano de 2000 em San Diego, graças à coalizão entre líderes educativos e empresários da indústria tecnológica, sua preocupação era atender à demanda de força de trabalho qualificada para o setor tecnológico. com interesse especialmente no baixo número de mulheres e representantes de grupos étnicos desfavorecidos nas áreas STEM.

2.  QUE SOLUÇÃO SE PROPÕE?

A missão do High Tech High (HTH) consiste em desenvolver e apoiar escolas públicas inovadoras, onde todos os estudantes desenvolvam as habilidades acadêmicas, profissionais e sociais necessárias para alcançar o sucesso após o ensino secundário.

Cada escola HTH tem como objetivos:

  • Servir um grupo estudantil que reflita a diversidade étnica e socioeconômica da comunidade local.
  • Integrar a educação técnica e acadêmica para preparar os estudantes para sua formação pós-secundária, tanto em itinerários de alta tecnologia, como humanísticos ou artísticos.
  • Aumentar o número de estudantes de contextos desfavorecidos que desenvolvam itinerários formativos em matemática e engenharia.
  • Formar estudantes reflexivos e comprometidos.

O High Tech High elimina as barreiras entre a formação técnica (a oferta para os meninos e meninas de baixa renda) e a preparação para a universidade (tradicionalmente para estudantes de contextos mais abastados). Em seu lugar, o HTH oferece um ambiente educativo altamente estimulante, que motiva os estudantes a se envolverem em experiências relacionadas com opções ou carreiras profissionais do mundo real.

Em vez de assistir a sessões de aulas, efetuar exames ou deveres, os estudantes do HTH dedicam quatro anos principalmente ao desenvolvimento de projetos individuais e de grupo, onde se combinam trabalhos técnicos ou manuais com o currículo acadêmico. Os estudantes são avaliados tanto pelo seu trabalho individual quanto em equipe.

O valor do HTH está no fato de conseguir fazer com que os estudantes saiam bem preparados para o mundo profissional, ao mesmo tempo que alcançam bons resultados nos exames -padrão e nas provas de acesso à universidade.

  • Servir a un colectivo estudiantil que refleje la diversidad étnica y socioeconómica de la comunidad local.
  • Integrar la educación técnica y académica para preparar a los estudiantes para su formación postsecundaria, tanto en itinerarios de alta tecnología, como humanísticos o artísticos.
  • Incrementar el número de estudiantes de contextos desfavorecidos que desarrollan itinerarios formativos en matemáticas e ingeniería.
  • Formar estudiantes reflexivos y comprometidos.

High Tech High elimina las barreras entre la formación técnica  (la oferta para los chicos/as de bajos ingresos) y la preparación para la universidad (tradicionalmente para estudiantes de contextos más acomodados). En su lugar, HTH ofrece un entorno educativo altamente estimulante, que motiva a los estudiantes a involucrarse en experiencias relacionadas con opciones o carreras profesionales del mundo real. En vez de asistir a sesiones de clase, realizar exámenes o deberes, los estudiantes de HTH dedican cuatro años principalmente a desarrollar proyectos individuales y grupales, en los que se combinan trabajos técnicos o manuales, con el currículum académico. Los estudiantes son evaluados tanto por su trabajo individual como en equipo. El valor de HTH es que consigue que los estudiantes salgan bien preparados para el mundo laboral, al mismo tiempo que alcanzan unos buenos resultados en los exámenes estándares y en las pruebas de acceso a la universidad.

3. COMO FUNCIONA ESTA SOLUÇÃO?

O High Tech High baseia sua concepção em quatro princípios: 

  • Personalização: Os professores conhecem bem cada aluno e orientam-no tendo em atenção seus interesses e necessidades. Cada aluno reúne-se regularmente com um conselheiro e um grupo de referência para criar comunidade, apoiar seu progresso acadêmico e planos de futuro.
  • Ligação ao mundo adulto: Por meio de estadias em locais de trabalho, serviços à comunidade, contato com profissionais. O espaço escolar já tem em si um aspecto de local de trabalho, dispõe de sala de reuniões, laboratórios com alta tecnologia, etc.
  • Uma missão intelectual comum: As escolas de HTH têm em atenção a diversidade e a inclusão. O acesso não se baseia em uma seleção dos estudantes pela sua habilidade acadêmica. Todos os estudantes seguem um rigoroso currículo que lhes permite ter acesso com êxito tanto à universidade quanto ao mundo do trabalho. Seu modelo baseia-se em: aquisição das competências do século XXI; integração do manual com o intelectual; e fusão de disciplinas acadêmicas.
  • O professor como projetista: Os professores de HTH trabalham de forma interdisciplinar para conceber os cursos que ministram. Participam em decisões críticas relacionadas com o currículo, a avaliação, o desenvolvimento profissional, a contratação de pessoal ou a gestão escolar.

Além de seu modelo acadêmico, o HTH apresenta inovações no âmbito da gestão escolar, assim como na própria arquitetura da escola, que se afasta dos espaços estereotipados da escola pública.

Seu promotor, Larry Rosenstock, convenceu o Estado da Califórnia a aprovar uma nova legislação sobre a certificação de docentes. Como resultado, o HTH agora pode recrutar e contratar como professores físicos, matemáticos e técnicos informáticos provenientes da área profissional. Estes profissionais com sucesso juntam-se ao HTH porque é um lugar onde podem continuar sendo criativos e, simultaneamente, compartilhar seus conhecimentos.

Atualmente o HTH constitui uma rede de 12 escolas, que abrangem os ciclos do ensino primário e secundário. Também promove um programa de certificação docente e uma escola de formação em Educação.

Reconhecido em âmbito nacional como “a escola do futuro”, o HTH serve de “laboratório de aprendizagem” público e acolhe pelo menos 1.000 visitantes por ano, interessados em aprender o modelo.

4. INDICADORES DE IMPACTO E RESULTADOS

  • 5.200 estudantes beneficiários.
  • 98% dos estudantes que concluíram o HTH foram à universidade, 75% dos quais se inscreveram em programas presenciais de quatro anos de diversas universidades, como a Universidade Johns Hopkins, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts ou a Universidade de Stanford.
  • Cerca de 35% dos que concluíram o HTH são estudantes universitários de primeira geração.
  • Mais de 30% dos alunos do HTH escolhem carreiras nas áreas da matemática ou das ciências (contra a taxa nacional de 17%).
  • Os estudantes afro-americanos do HTH ultrapassam de longe seus colegas de distrito e de todo o estado nos resultados dos exames frente a frente.
  • Através do programa de estágios acadêmicos, os estudantes HTH completaram mais de 1.000 estágios em mais de 300 empresas e agências da comunidade, como o Centro SPAWAR Systems, General Atomics ou a Fundação San Diego Oceans.
  • O HTH é a primeira escola pública da Califórnia autorizada a operar seu próprio programa de acreditação de docentes.
  • As instalações HTH receberam inúmeros prêmios de concepção, como o 2001 Educational Design Excellence Award  da escola de arquitetura da Universidade Americana.
  • O HTH abriu sua Escola de Formação em Educação em 2007, a primeira escola de formados em educação aberta na Califórnia em mais de 20 anos e a única que se encontra em uma comunidade de aprendizagem primária e secundária.

5. PONTOS FORTES DA INOVAÇÃO

  • Abordagem pedagógica inclusiva e integradora.
  • Modelo consolidado e referencial de gestão e atenção educativa.
  • Resultados comprovados na promoção vocacional STEM.

6. ALCANCE GEOGRÁFICO

Inicialmente foi desenvolvido em San Diego.

A Fundação Bill e Melinda Gates está apoiando a réplica do HTH em mais nove lugares dos Estados Unidos.

7. MODELO DE RECEITA

Em San Diego, o High Tech High recebe 5.700 dólares por estudante por ano de fundos estatais, enquanto as escolas públicas do distrito funcionam em geral com um custo médio de 7.600 dólares por estudante, portanto o investimento público se torna rentável.

O HTH é sustentado com fundos públicos e receita proveniente de financiamento local (empresas, organizações privadas) ou comissões por serviços prestados.

A Fundação Bill e Melinda Gates destinou um orçamento adicional de 1.000 dólares por estudante por ano nos lugares onde as escolas são replicadas.